gente con máscaras detrás de una mesa llena de comida. en la pared de la sala de madera, una imagen de Nuestra Señora - Langar Perú

Saiba mais sobre o projeto de Langar no Peru de Krishan Shiva Singh que, em tempos de pandemia, fornece apoio oferecendo alimentos e suprimentos a várias comunidades vulneráveis em Lima.

NOME DO PROJETO: Langar no Peru. Sevas em Restaurantes Populares, comunidade Cantagallo e comunidade Hogar Virgen del Carmen de los Abarrotes.

PAÍS: Peru
CIDADE: Lima 

DESCRIÇÃO: Apoio com alimentos, oferecendo langares, café da manhã e refeições a várias comunidades em estado de vulnerabilidade social em Lima.

PÚBLICO: Famílias, comunidades e crianças de baixa renda. Pessoas vulneráveis ​​em tempos de pandemia.

ANO DE INÍCIO: 2020

RESPONSÁVEL: Krishan Shiva Singh [ Johnny Molfino ]

PARA APOIAR O PROJETO, ENTRE EM CONTATO:

jo.molfino@gmail.com

@johnnymofino

LANGAR EM TEMPOS DE PANDEMIA
ENTREVISTA

Desde que a pandemia começou, milhares de pessoas em todo o mundo estão desempregadas. No Peru, as taxas de desemprego aumentaram 42%, o que desencadeou uma grande incerteza e uma crise social e laboral sem precedentes, uma vez que muitas destas pessoas não dispõem dos recursos necessários para lidar com esta situação.

 

Este é o caso dos "andarilhos"; pessoas que viviam em Lima, mas que estavam desempregadas e, portanto, sem abrigo, e que por isso começaram a sair da cidade, literalmente andando quilômetros e quilômetros, tentando voltar aos seus locais de origem.

 

Krishan Shiva Singh viu esta notícia com a sua esposa, logo no início da pandemia: "Por causa da Covid-19, formaram-se grupos de andarilhos, que começaram a caminhar de Lima ao longo da estrada para o norte, para o centro e para o sul".

 

E ele disse: "Não pode ser! Algo tem de ser feito"!

 

E assim o fez.

 

Ele se organizou com a família e amigos, dentro e fora da Sangat, para apoiar os andarilhos no seu propósito e levar até eles, como ele diz, "comida e amor".

 

"Eles saíram de Lima porque, com a pandemia, perderam tudo o que tinham. Muitos deles caminharam 200, 300 e até 500 milhas de volta às suas províncias".

 

Quando os andarilhos alcançaram o seu objetivo, Krishan Shiva continuou a servir em outros projetos coletivos de Seva, na Comunidade de Cantagallo e em um restaurante comunitário popular em Lima.

 

Conversamos com ele e te convidamos a assistir ao seguinte vídeo, onde ele partilha conosco esta experiência de serviço em tempos de pandemia.

VOCÊ ENCONTRA DESAFIOS QUANDO FAZ ESTES PROJETOS DE SEVA? 

COMO SUPERA-LOS?

Grandes desafios surgem durante esse momento de Covid-19: tomar todas as medidas preventivas para evitar a propagação do vírus, medidas de proteção para fazer as compras, distribuir e até transportar itens desinfetados; sair de casa; temer não ter comida suficiente para servir no dia seguinte, considerando ter de parar... "mas de repente ... já estamos prontos para as próximas duas semanas!"

"Você aceita o desafio, entrega ao universo e o universo cuida para que haja sempre o suficiente e para que possamos fazer o que somos chamados a fazer..."

 

PODE COMPARTILHAR CONOSCO ALGO QUE O INSPIRE A SERVIR?

Quando adolescente, eu me sentia inquieto e queria ajudar. Junto com um amigo, visitávamos pessoas doentes num hospital. Anos mais tarde, quando o meu filho era jovem, costumávamos passar as manhãs de sábado juntos num lar de crianças; brincávamos com as crianças, líamos histórias e assistíamos a filmes. Em ocasiões e momentos diversos da minha vida estes convites para servir continuaram a aparecer e a verdade é que é algo que enche o meu coração.

 

O que mais me emociona e continua a me motivar, são os rostos de felicidade das pessoas quando recebem algo...... Isto é o que se recebe no final e se isto inspira e serve outras pessoas para serem inspiradas e servir... Wahe guru! é maravilhoso".

 

GOSTARIA DE COMPARTILHAR CONOSCO ALGUMA COISA SOBRE A PRÁTICA DE KUNDALINI YOGA E OS ENSINAMENTOS, ALGO QUE DESPERTE O SEU SERVIÇO?

"Como eu disse, desde os 13, 14 anos de idade tive esta sensibilidade para o serviço. Mas como resultado da minha aproximação com o Kundalini Yoga, de fazer parte da sangat, isto se intensificou muito. Pois comecei a perceber que sempre existem oportunidades para servir e estas nos possibilitam o crescimento. Percebi que havia muitos lugares para ajudar, por isso tentei me envolver mais. Comecei a conhecer realidades completamente diferentes da minha e comecei a dizer", bem, aqui também se pode fazer isto". Isto também me proporcionou um pouco mais de estrutura para fazer algumas coisas com continuidade e permanência. Por exemplo, aulas de Kundalini Yoga para crianças com necessidades especiais.

 

SOBRE KRISHAN SHIVA SINGH

Formado em Direito e Ciências Sociais, é professor de Kundalini Yoga nível II e praticante de Sat Nam Rasayan. Servir é a sua vocação. Há dez anos ele organiza cafés da manhã de Natal para populações de baixa renda, apoia refeitórios populares com compras de bens de consumo e oferece langars e alimentos a populações em estado de vulnerabilidade social. Atualmente gerencia e participa em vários projetos de Seva que oferecem apoio em tempos de pandemia.

 

SEVAS EM QUE PARTICIPA

• Seva “Los Caminantes”: levando comida, amor e esperança, para os andarilhos que tiveram de sair de Lima, caminhando ao longo da estrada devido ao Covid-19.

• Seva “Comedores Populares”: levando com muito amor os mantimentos para preparar as refeições e partilhar com a comunidade. 

• Seva “Cantagallo”: levando fruta, sanduíches e ferramentas de preparação para ajudar nestes tempos difíceis de pandemia.

• Seva "Hogar Virgen del Carmen de mantimentos": fornecendo mantimentos para preparar o café da manhã e o almoço de 120 crianças e avós.

 

Se deseja apoiar algum um destes projetos de Seva, entre em contato com Krishan Shiva Singh, através de:

jo.molfino@gmail.com

@johnnymofino